ViuAkiSite

Latest Post


O primeiro

  • Título: Hokusai Manga
  • Autor: Katsushika Hokusai
  • Lançamento: 1814
  • Mestre em ukiyo-e (um tipo de pintura típica, com tinta e nanquim sobre tábua de madeira ou papel de arroz), Hokusai foi o criador do termo mangá. Foi unindo os ideogramas “man” (engraçado) e “gá” (desenho) que ele definiu os 15 volumes com cenas divertidas do dia a dia do Japão, produzidos por ele entre 1814 e 1849.


O mais violento

  • Título: Shigurui
  • Autor: Takayuki Yamaguchi
  • Lançamento: 2003
  • Shigurui (Frenesi da Morte, em japonês) começa com um duelo letal entre os espadachins Fujiki Gennosuke e Irako Seigen. O primeiro não tem um dos braços. O segundo é cego e aleijado. Por que eles se detestam tanto? Para saber a resposta, só devorando os 15 volumes deste mangá para lá de indigesto, que durou até 2010.


O mais duradouro

  • Título: Kochikame
  • Autor: Osamu Akimoto
  • Lançamento: 1976
  • Quando começou a contar as aventuras do policial Kankichi Ryotsu, há mais de 35 anos, Akimoto nem sonhava que sua obra fosse ficar tanto tempo em circulação. Publicado na revista Weekly Shonen Jump, o mangá já rendeu 1,7 mil capítulos, divididos em 153 volumes, e vendeu 135 milhões de exemplares!


O mais vendido

  • Título: One Piece
  • Autor: Eiichiro Oda
  • Lançamento: 1997
  • Só em 2011, foram 37 milhões de cópias, enquanto o vice, Naruto, chegou apenas a 6 milhões.


O mais popular

  • Título: Dragon Ball
  • Autor: Akira Toriyama
  • Lançamento: 1984
  • Escrita e desenhada pelo próprio Toriyama por 11 anos, em 42 volumes, a história de Goku, o menino com cauda de macaco e força sobrenatural, já virou animê, filme, game, álbum de figurinhas e vários outros produtos. Em 2006, rolou até um mangá especial em que personagens de Dragon Ball se encontravam com os de One Piece 48.


O mais polêmico

  • Título: Harenchi Gakuen
  • Autor: Go Nakai
  • Lançamento: 1968
  • Essa publicação sobre uma escola bem safada teve seu fim decretado em 1972, quando pais e educadores a queimaram em praça pública. O motivo? Em suas páginas, estudantes tiravam a roupa, meninos bolinavam as colegas e professores seduziam as alunas. Indignado com o protesto, Nakai encerrou a trama com o colégio sendo invadido pelo Exército.


O mais revolucionário

  • Título: Shin Takarajima
  • Autor: Osamu Tezuka
  • Lançamento: 1947
  • Se, quando pensa em mangá, você imagina personagens com olhos grandes, corpos magérrimos e cabelos pontiagudos, é por causa dessa revista. Lançada quando o Japão ainda se recuperava da 2a Guerra Mundial, ela se inspirava abertamente no clássico infanto-juvenil A Ilha do Tesouro, de Robert Louis Stevenson.


O mais influente no ocidente

  • Título: Lobo Solitário
  • Autores: Kazuo Koike e Goseki Kojima
  • Lançamento: 1970
  • Acusado de conspirar contra um superior, Itto Ogami se vê obrigado a fugir e vagar pelo Japão como um ronin – um samurai sem mestre. Violenta, reflexiva e bem narrada, essa obra-prima impactou vários autores ocidentais. Frank Miller a citou como uma das inspirações de Batman – O Cavaleiro das Trevas.


O mais safado

  • Título: Futari Ecchi
  • Autor: Katsuaki Nakamura
  • Lançamento: 1997
  • Não por acaso, ganhou o sugestivo título de Mangá Sutra nos EUA – uma referência ao Kama Sutra, famoso livro indiano sobre sexo. A história acompanha as descobertas amorosas do casal virgem Makoto e Yura, explicando, em tom didático, tudo que rola no corpo durante a transa. O título é um trocadilho com hitori ecchi, “masturbação” em japonês.


O mais assustador

  • Título: Amigara Dansô no Kai
  • Autor: Junji Ito
  • Lançamento: 2002
  • O trabalho de Ito lembra o terror psicológico perturbador do autor norte-americano H. P. Lovecraft. Em apenas 32 páginas, ele conta uma história poderosa, sobre estranhas fendas com contornos humanos que surgem numa montanha do Japão após um terremoto. Desafiamos você a ler até o final sem pular páginas!


[alert title="Por que heróis de mangá sempre têm olhos grandes? " icon="info-circle"] – Inspiração ocidental ajudou a reforçar a expressividade
É mesmo uma influência do Ocidente. O costume começou com Osamu Tezuka (vide O Mais Revolucionário), que diz ter se inspirado no trabalho de Walt Disney. O cineasta norte-americano gostava de empregar olhos grandes por serem mais expressivos – algo que se provou bem útil nos quadrinhos pequenos do mangá. [/alert]


tags: manga, mangá, anime, japão, japonês, violência, nudez, erotismo, infantil, juvenil, adolescente, impresso, papel, voce sabia, você sabia, olhos, ação, humor, comédia, aventura, scifi, ficção, quadrinhos, oriental

Quem é que nunca passou horas a fio diante da televisão assistindo a desenhos animados? E quem é que não conhece personagens como o Mickey, Gasparzinho, o Coiote e o Salsicha, da turminha do Scooby Doo? Pois existem alguns fatos e curiosidades sobre essas figurinhas — e muitas outras — que muita gente desconhece, e nós aqui do Mega Curioso reunimos 15 delas para você conferir. Preparado?
1 – Você sabia que a dupla de gato e rato mais famosa do mundo não se chamava originalmente Tom e Jerry? Isso mesmo, caro leitor, conforme você pode conferir no vídeo abaixo, no primeiro episódio do desenho o nome de Tom era “Jasper” e, segundo William Hannah, o criador dos personagens, Jerry se chamava “Jinx”.

Aparentemente, quem teria sugerido a mudança de nomes foi um animador da MGM e, segundo dizem, ele se inspirou na Segunda Guerra Mundial, quando os soldados britânicos eram chamados “Tommies” e os alemães “Jerries”.
2 – E já que estamos falando em nomes, você sabia que Walt Disney quase batizou o Mickey de Mortimer Mouse?
3 – Ainda sobre o Mickey, você já se perguntou por que é que o ratinho usa luvas brancas? Pois o motivo disso é que Walt Disney temia que as unhas de rato pudessem ser assustadoras para as crianças.
4 – Agora, que tal descobrir quais são os nomes de alguns personagens que contracenam com o ratinho mais ilustre dos desenhos? A Minnie, por exemplo, se chama é Minerva Mouse, enquanto que o nome completo do Pato Donald é Donald Fauntleroy. Já o nome original do Pateta (ou Goofy, no idioma original) é Dippy Dwag, e o da Margarida, bem, é Margarida mesmo — embora em inglês ela seja chamada Daisy Duck.
5 – Sabe o Salsicha, o companheiro inseparável do Scooby Doo? Então, o personagem tem um nome “de gente”, que é Norville Rogers. Os demais integrantes da turminha, caso você esteja interessado, se chamam Fred Jones, Daphne Blake e Velma Dinkley.
6 – Você alguma vez já se perguntou se o Piu-piu, o gracioso passarinho constantemente perseguido pelo Frajola, é menino ou menina? Pois de tanto os fãs perguntarem, seu criador, o animador Bob Clampett, esclareceu a dúvida, revelando que o Piu-piu é macho — e que seu nome é Orson! E já que mencionamos o Frajola, sabia que já recebeu três prêmios Oscar?
7 – Em sua opinião, o Taz — o diabo-da-tasmânia da turminha do Looney Tunes — parece ameaçador? Pois depois da primeira aparição do personagem, ele quase foi aposentado porque muitos pais o acharam violento demais para os desenhos.
8 – Existe uma teoria maluca envolvendo o Bob Esponja e a turminha da Fenda do Biquíni, na qual alguns fãs dizem que os personagens são o resultado da radiação liberada durante os testes nucleares realizados no Atol de Bikini entre as décadas de 40 e 50!
9 – E essa não é a única teoria estranha envolvendo o desenho, já que há quem acredite que os personagens são representações dos sete pecados capitais. Assim, de acordo com os defensores dessa ideia, o Patrick simbolizaria a preguiça, o Lula Molusco a ira, o Sr. Siringuejo representaria a cobiça, a Sandy seria o orgulho, o Plankton a inveja, Gary a gula e Bob Esponja a luxúria!
10 – Você é fã da voluptuosa Betty Boop? Pois você sabia que, originalmente, quando a personagem foi criada — em 1930 —, ela era um poodle francês com narizinho redondo e preto e um par de orelhonas, e sua aparência era bem diferente da garota provocante que todo mundo conhece? Confira no vídeo abaixo:
11 – Sem dúvida um dos personagens mais queridos dos desenhos, o Gasparzinho — o fantasminha camarada — era um menino de 12 anos chamado Casper McFadden (ou Gaspar McFadden, se “aportuguesarmos” o nome) que faleceu por conta de uma pneumonia.
12 – Voltando a falar em nomes, não poderíamos deixar de revelar que o nome completo da personagem Dot Warner do desenho Animaniacs é Princesa Angelina Contessa Louisa Francesca Banana Banna Bo Besca Terceira.
13 – E como os nomes dos personagens são simplesmente sensacionais, também não podíamos deixa de contar que o verdadeiro nome do Coiote do desenho do Papa-léguas é Wile Ethelbert Coyote.
14 – Sabe por que Huguinho, Zezinho e Luizinho moram com o tio, o Pato Donald? Segundo é relatado em um dos primeiros quadrinhos nos quais o trio aparece, os patinhos são filhos de Dumbella (ou simplesmente "Della"), irmã gêmea de Donald, e foram deixados com o tio depois de colocarem bombinhas debaixo da cadeira de seu pai — e mandá-lo para o hospital por conta da travessura.
15 – Para finalizar, confira alguns números interessantes: uma das animações mais caras de todos os tempos foi “O Príncipe do Egito”, que custou US$ 60 milhões para ser produzida; uma única lâmina colorida — das mais de 150 mil que existem — do original de “Branca de Neve” foi vendida por mais de US$ 200 mil em 1991. E essa não foi a mais cara: uma em preto e branco de 1934, que mostra o Pato Donald levando um soco no estômago, foi leiloada por US$ 280 mil em 1989.

Já pensou em ficar muito rico da noite para o dia? E se a fortuna viesse de uma aventura, dessas que vemos em filmes? Muito bom, né?
Pois bem, saiba que existe lugares espalhados pelo mundo aonde é possível encontrar um verdadeiro tesouro enterrado.

Conheça 7 lugares no mundo em que é possível encontrar um tesouro.



1. Parque Estadual Cratera dos Diamantes

Localizado no estado do Arkansas, nos Estados Unidos, o parque atraiu muitos mineradores no começo dos anos 1900. Entretanto, com o tempo, a prática no local diminuiu e ficou praticamente esquecida até a década de 1950, quando um turista encontrou um diamante de 15 quilates, que ficou conhecido como “A Estrela do Arkansas”.
Desde então, 37 dos 900 acres do parque são destinados aos turistas que pretendem fazer uma graninha ao descobrir um tesouro. Todos os dias são encontradas pedrinhas pequenas e ao menos uma por ano possui um tamanho significativo, ou seja, acima de 3 quilates. Porém, para entrar no parque procurar os diamantes é necessário pagar uma taxa: US$ 8 para adultos e US$ 5 para crianças.
Você pode testar a sorte de encontrar diamantes no local

2. Enseada Jade

Já imaginou encontrar pedras preciosas enquanto curte a paisagem litorânea? Você pode fazer isso na Jade Cove, uma enseada na costa central da Califórnia, nos Estados Unidos. Depois de uma tempestade, quando a maré está mais baixa, é relativamente comum encontrar pedras de jades trazidas pelas ondas e depositadas no local – muito mais legal que catar conchinhas, hein?
Só que existe um porém: o lugar não tem um acesso muito simples, o que afasta potenciais caçadores de relíquias. Além disso, quem se aventura pelo local não pode levar equipamentos de mineração, tendo que se contentar com “presentes” entregues pela maré. O lugar também é ótimo para a prática de surfe e atrai muitos atletas dessa modalidade.
Pedras de jade normalmente aparecem depois de tempestades

3. A mina perdida de Ozark Hills

No século 18, o cobre era muito mais valorizado. O norte-americano Joseph Slater fez fortuna com a mineração desse metal, mas nunca revelou onde exatamente ficava a sua mina. As pessoas apenas sabem que ela ficava em Jacks Fork, atualmente chamada de Ozark Hills, no estado do Missouri.
Essa mina era uma das mais rentáveis dos Estados Unidos, e o cobre escoava por barcos até Nova Orleans. Slater e sua filha eram os únicos que sabiam a localização exata da mina e a cobriram muito bem quando precisaram se mudar para longe – eles tinham planos de voltar, mas isso nunca aconteceu. Em mais de um século, ninguém foi capaz de encontrar a mina, que atrai curiosos até os dias de hoje.
As colinas de Ozark Hills devem esconder a entrada de uma das mais rentáveis minas da história dos Estados Unidos

4. Tesouro do San Miguel

Em 1715, o navio espanhol San Miguel afundou no oceano Atlântico, próximo à ilha Amelia, na Flórida. Só que ele nunca foi achado! Para aumentar o mistério, ele estava carregado com uma quantidade enorme de ouro e outros itens caríssimos, que juntos poderiam somar US$ 2 bilhões nos dias de hoje!
Acredita-se que ele esteja perto da ilha Amelia porque outros navios que faziam a escolta do San Miguel foram encontrados nessa região. Entretanto, até agora, nenhum sinal do tesouro gigantesco foi observado. Eu não sei vocês, mas estou comprando uma passagem para a Flórida agora mesmo...
Tudo indica que o San Miguel afundou perto da ilha Amelia

5. Tesouro de Dutch Schultz

Arthur Fleganhiemer, mais conhecido com Dutch Schultz, fez fortuna vendendo licor e loteria contrabandeados nos conturbados anos 1920, em Nova York. Ao ser preso e processado por evasão de dívidas, ele supostamente revelou que escondeu parte de sua grana em um lugar secreto nas montanhas de Catskill. O tesouro incluía mais de US$ 1 mil, diamantes e moedas de ouro.
Ele conseguiu escapar da condenação, mas não chegou a pôr as mãos de novo no seu tesouro porque foi morto a tiros por criminosos rivais. Enquanto agonizava, ele teria murmurado palavras que indicariam o lugar onde a grana estava escondida. Muitos acreditam que exista um mapa perdido que aponte o local, mas, até hoje, nada foi comprovado.
Muitos acreditam que o tesouro está em algum lugar próximo à pequena cidade de Phoenicia

6. Tesouro de Thomas Beale

Você é bom em decifrar códigos? Os números abaixo supostamente contam onde estaria enterrado o tesouro de Thomas Beale. Ele fazia parte de um grupo encontrou uma grande fortuna enterrada no Velho Oeste norte-americano, em 1819, e a levaram até o estado da Virgínia, onde novamente a enterraram.
Antes de voltarem ao primeiro local, para buscar mais riquezas, Beale teria escrito os números abaixo como uma espécie de mapa codificado com a localização do tesouro. Como o grupo nunca mais retornou do Velho Oeste, o primeiro tesouro que eles encontraram ficou perdido para sempre, já que ninguém conseguiu decifrar o seu enigma. Até hoje, criptógrafos trabalham nos números na esperança de decodificá-los.
Decifre o código e herde uma fortuna

7. Tesouro de Forrest Fenn

No poema “The Thrill of the Chase” (algo como “A Emoção da Caça”), o milionário escritor Forrest Fenn disse que colocou uma pista sobre onde ele teria escondido um tesouro avaliado em mais de US$ 1 milhão! Em escritas posteriores, novas pistas teriam sido incluídas por Fenn, mas até hoje ninguém encontrou essa suposta bufunfa.
Até agora, acredita-se que a grana esteja em algum lugar nas montanhas do estado do Novo México, nos Estados Unidos. No começo de 2016, um homem morreu enquanto caçava o tesouro do Fenn, que foi criticado e questionado se a história não passava apenas de uma brincadeira. Ele falou que era legítimo e emendou: “Ninguém deve procurá-lo em lugares onde um homem de 80 anos não poderia escondê-lo”.
tags: viagem, mundo, lugar, tesouro, dinheiro, fortuna, você sabia, curiosidade, lugares no mundo em que é possível encontrar um tesouro

Fonte(s): Megacurioso

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget